Torne-se fã

Acne: mitos e realidades

Muito comum, a acne afecta 85% da população ao longo da vida e origina diversas crenças mais ou menos fundamentadas cientificamente. De seguida, um resumo de alguns mitos para distinguir o verdadeiro do falso.
 

Editado em 02/04/2012

Mito n°1 : a acne aparece por falta de higiene


FALSO

Uma higiene com falhas não está na origem do aparecimento da acne : as borbulhas e os pontos negros estão associados a uma secreção excessiva de sebo, causada por modificações hormonais que influenciam a quantidade e a qualidade do sebo produzido. Contudo, a falta de higiene e o não retirar a maquilhagem à noite podem contribuir para agravar uma acne pré-existente. Por outro lado, limpezas muito frequentes ou a utilização de produtos muito agressivos podem também agredir a pele e conduzir a um aumento do número de lesões. Logo é necessário encontrar o equilíbrio : a limpeza do rosto de manhã e à noite com um cuidado suave e adaptado às peles acneicas, depois de cuidadosamente retirada a maquilhagem caso se maquilhe, são gestos de higiene suficientes.


Mito n°2 : a acne afecta apenas o rosto


FALSO

O rosto é efectivamente a zona afectada com maior frequência pela acne: 95,5% dos sujeitos acneicos apresentam lesões nesta região, principalmente na zona T (queixo, nariz, testa), muito rica em glândulas sebáceas. No entanto, a acne pode também surgir nas costas, no peito e nos braços.


Mito n°3 : a acne afecta apenas os adolescentes


FALSO

 A acne afecta principalmente os adolescentes, devido às perturbações hormonais associadas à puberdade: perto de 80% dos jovens são afectados entre os 11 e 18 anos. Mas embora desapareça de modo espontâneo depois dos 20 anos, pode também persistir até à idade adulta, em particular nas mulheres: mais de 40% são afectadas pela acne depois dos 25 anos. 


Mito n°4 : a pílula contraceptiva agrava a acne


VERDADEIRO E FALSO

As pílulas contraceptivas são compostas por hormonas (estrogénio e progestativo) e podem por isso influenciar a acne, mas nem sempre é negativo. As pílulas, as mais antigas, denominadas “de 1ª ou 2ª geração”, continham um progestativo derivado da testosterona que aumenta a secreção de sebo e por consequência agravar a acne. Em contrapartida, os progestativos contidos nas pílulas de 3ª geração não estimulam as glândulas sebáceas e podem mesmo ter uma acção positiva sobre a acne. Como tal, é indispensável transmitir qual o estado da sua pele ao seu ginecologista antes da prescrição de uma pílula.


Mito n°5 : a acne está associada à alimentação


VERDADEIRO E FALSO

Actualmente, nenhuma ligação científica incontestável foi estabelecida entre a alimentação e a acne. Contudo, alguns alimentos são suspeitos por influenciar o estado da pele: assim, os peixes e os mariscos permitem diminuir a gravidade da acne devido aos ómegas 3 que têm propriedades inibidoras sobre um dos factores de inflamação envolvidos na acne. Por outro lado, o açúcar branco e os cereais refinados têm tendência a agravar a acne, dado que o seu consumo induz a picos de glicemia que estimulam a produção de determinadas hormonas. Algo é certo: uma alimentação variada e equilibrada é o primeiro passo para uma pele sã.


Mito n°6 : a acne está associada ao stress


PROVAVELMENTE VERDADEIRO

O stress não pode desencadear o aparecimento de borbulhas de acne numa pele sã. Contudo alguns estudos parecem sugerir que pode estar na origem de um agravamento transitório da acne: o número de lesões pode aumentar com o aproximar de um evento stressante.


Mito n°7 : a exposição solar melhora a acne


FALSO

O sol é um amigo que engana quando se sofre de acne. Com efeito, num primeiro tempo, a exposição aos raios UV produz o secar das borbulhas, o que induz uma melhoria aparente da acne no Verão. Mas o sol proporciona também um espessamento da camada córnea, o que favorece a obstrução dos poros e a formação de comedões. Assim que o Outono chega, observa-se uma enorme formação de borbulhas. De referir que a maioria dos medicamentos para a acne são incompatíveis com a exposição solar. No caso de acne, evite a exposição solar ou utilize um protector de índice elevado.


Mito n°8 : não se pode utilizar maquilhagem se tiver acne


FALSO

A maquilhagem não é contra-indicada em caso de acne, mas é necessário optar unicamente por produtos não comedogénicos e não oleosos. Retirar cuidadosamente a maquilhagem todas as noites também é aconselhável.


Mito n°9 : a acne é contagiosa


FALSO

Embora seja uma bactéria (Proponibacterium acnes) a responsável pelo desenvolvimento das lesões acneicas, a acne não é contagiosa: a proliferação desta bactéria localiza-se ao abrigo do ar, no interior dos folículos pilosos. Como tal, não se transmite a outras pessoas, mesmo numa situação de contacto físico.


Mito n°10 : se utilizarmos bons cuidados dermo-cosméticos, um medicamento é inútil

 

FALSO

Os cuidados dermocosméticos adaptados podem ajudar a lutar contra a acne. No entanto, a sua utilização não substitui os medicamentos : consulte o seu dermatologista, ele poderá determinar se a sua pele necessita de um tratamento.

A nossa filosofia

Saiba mais

Os nossos compromissos

Saiba mais

A nossa filosofia

Saiba mais